terça-feira, 18 de março de 2014

Com Rafinha Bastos e Dani Calabresa na bancada, "CQC" bate Record e incomoda SBT


O "CQC" estreou a temporada 2014 cheio de gás e incomodando as concorrentes na noite da última segunda-feira (17). O humorístico marcou quase o dobro da audiência da Record e incomodou a vice-liderança do SBT, chegando atrás apenas da Globo em alguns momentos. Segundo dados preliminares do Ibope, a atração registrou média de 4,5 pontos - com picos de 5,8 pontos - contra 5 pontos do SBT e 2,5 da Record.

A grande estrela da estreia foi Dani Calabresa. A loira assumiu a bancada do programa com um ano de atraso e mostrou que não está ali para fazer tipo. Ácida e divertida, Dani fez piada nada light sobre sexo e deu uma banana para o politicamente incorreto após assistir a um quadro estrelado por crianças. "Acha que criança é inteligente. Então, tira a rede de proteção da janela, encha a sala de faca chame seu filho e responda: sim, não ou que filho", debochou.

Apresentada por Marcelo Tas como "a Nair Bello do Apocalipse", Dani alfinetou o ex-CQC Rafael Cortez por estar na geladeira da Record e desdenhou da vaga que ganhou na bancada. A atriz brincou até com a polêmica saída de Rafinha Bastos do projeto. "Você não quer sentar aqui e fazer uma piada, não?", perguntou ao humorista quando ele entrou no palco.


Bastos fez uma pequena participação no programa para divulgar o "Agora é Tarde" com uma paródia do novo quadro do "CQC", o "Torcida Vip". Antes de ir embora, deu um beijo carinhoso em Tas. "Estranho, legal, divertido, bizarro e surpreendente aparecer na bancada do ‪#‎cqc‬ depois de quase 3 anos", comentou no Twitter.

Falando no "Torcida VIP", a Band ignorou as ameaças judiciais de Lobão e exibiu a participação do roqueiro na brincadeira liderada por Ronald Rios. A ideia esteve entre os assuntos mais comentados do Twitter na noite da última segunda-feira (17). Aliás, o programa fez bastante sucesso no microblog. Emplacou várias hastags e liderou o Trending Topics durante horas.

Rebaixado a repórter, Oscar Filho se saiu muito bem em um dos mais tensos "Proteste Já" da história do programa. Guga Noblat, Ronald Rios e Felipe Andreoli fizeram figuração de luxo no primeiro episódio do ano. Por sua vez, Mauricio Meirelles emplacou três matérias seguidas.

Entre as novidades, os pontos altos foram os quadros "CQSabe", onde anônimos respondem perguntas sobre sexo e "Olho por Olho", onde se colocou a prova a honestidade de taxistas e ambulantes com turistas na cidade do Rio de Janeiro.


Já o quadro "50 por 50" é totalmente dispensável. A produção perdeu uma excelente oportunidade de fazer algo melhor com Fábio Porchat. Outra bola fora foi a montagem com a presidente Dilma Rousseff cantando "Beijinho no Ombro". A turma do "Pânico" e Danilo Gentili foram muito mais criativos na hora de brincar com o hit de Valesca Popozuda.

Ainda assim, a atração mostrou vontade em fazer um ano diferente do que passou onde perdeu prestígio e audiência. Com as mudanças, promete investir ainda mais pesado na denúncia e no deboche, dois dos pilares do humorístico.

Prova disso foi a entrevista da novata Naty Graciano com Paulo Maluf no Congresso Nacional. "A Mônica Iozzi era melhor que você", alfinetou o político incomodado com as perguntas da loira. "Se Maluf me zicou é porque Deus está do meu lado", respondeu sem pestanejar. Poderia ter uma estreia melhor?

Fonte: Rondônia Dinâmica, com Famosidades

Um comentário:

Lina Silva disse...

Só uma observação.
Esse site "Rondônia Dinâmica" errou na parte q diz q Oscar Filho se rebaixou a repórter.

Ele já era repórter!
Só ficou na bancada por dois anos como um "Q a mais".

O programa foi fantástico!! Show de bola!!