sexta-feira, 20 de agosto de 2010

CQC combina antes as abordagens que faz no Congresso? Como assim?

Pelo menos foi isto que falou o deputado federal Dagoberto Nogueira em entrevista concedida a uma rádio do Grupo Feitosa no último dia 12 de agosto. Segundo ele a repórter do programa CQC (Custe o Que Custar), da Rede Bandeirantes de Televisão teria combinado antecipadamente o que perguntaria e que resposta gostaria de obter. Segundo afirma o deputado, ele errou a resposta intencionalmente para desarmar as intenções da mesma.

Quando fala da atuação da repórter do programa ele diz, “ela ia me perguntar se eu também fui no enterro dele (Saramago), ela conversou comigo isso antes, ela me pegou no corredor e falou, você é do Mato Grosso do Sul? Eu vou mexer porque vou pegar lá o parlamentar lá assim, assim...”.

Estou enganado ou o cara está nos dizendo que as abordagens do CQC são armadas, programadas. Claro que, com base no que se vê na tela, fica difícil acreditar nisto, mas fica ai o registro do dito.

Fonte: Portal MS

Um comentário:

Simone disse...

Sobre a frase da semana, acho que o TAS queria dizer "seu apartamento, minha senhora, que é muito espaçoso" faz mais sentido assim, nénão?
abraço!\o/
Simone Assis