quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Marcelo Tas fala sobre sua filha lésbica


Apresentador do CQC conta que aprendeu a lidar naturalmente com a homossexualidade

Marcelo Tas, apresentador do programa CQC, comentou em entrevista a revista “Alfa”, na edição do mês passado, que aprendeu a lidar naturalmente com a sexualidade de sua filha mais velha, Luíza.

Na revista, que tem a publicação pela editora Abril, Tas revelou que descobriu a opção sexual da filha quando ela ainda estava no colégio. “A Luiza manifestou essa opção (sic) ainda no colégio. Na época, conversamos com ela e com os orientadores da escola. Foi importante deixar que a escolha fosse dela e que uma eventual pressão de colegas homofóbicos fosse acompanhada. Felizmente, não houve nenhuma questão mais grave sobre sua opção (sic). Que, é bom lembrar, é de caráter pessoal”, disse.

Para Tas, a geração de hoje encara com mais tranqüilidade a questão da homossexualidade. “Luiza é de uma geração tranqüila quanto ao assunto — bem menos conservadora e bobinha que a minha ou a de meus colegas de CQC. Aliás, não deveriam cobrar coerência de quem trabalha com humor, que é uma lente livre com que miramos a realidade — até para expor os preconceitos”, finalizou.

Luiza hoje em dia mora nos EUA com a namorada Rachel e é filha do primeiro casamento de Marcelo Tas com a figurinista Claudia Kopke.

Fonte: Parada Lésbica

2 comentários:

A wild blumen disse...

Parabéns ao blog por abordar um tema tão delicado. Quanto a atitude digna e amorosa de Marcelo Tas, palavras são insuficientes para qualquer forma de elogio. Só posso me sentir feliz por uma figura pública e influente contribuir com seu exemplo para que as novas gerações sejam mais críticas e sem preconceito. Que bom que existe alguém assim, como ele e como vocês.

Thaysa Acupuntura disse...

Muito bonita a atitude do Marcelo. hoje em dia é muito dificil encontra pais com aceitação tão racional quanto a do Tas. Fazendo uma obs nesse msm tema... Bem que a Monica Iozzi poderia ser lésbica e me dá uma chance né? Amor platônico pela aquela mulher... bjo a tds...