quinta-feira, 17 de junho de 2010

Presidente nega censura à atuação de humoristas ou jornalistas na Câmara

O presidente interino da Câmara, deputado Marco Maia, negou nesta quinta-feira que esteja fazendo qualquer tipo de censura a programa humorísticos ou jornalísticos na Casa.

Ele disse que pediu uma orientação técnica à assessoria da Câmara em virtude de uma série de pronunciamentos feitos por parlamentares sobre o episódio de agressão física entre parlamentar e jornalista do programa CQC.

Liberdade de imprensa

Segundo Marco Maia, a ideia é garantir a liberdade de imprensa e, ao mesmo tempo, respeitar o direito de o parlamentar não falar. O que pretende é encontrar um equilíbrio para garantir essa convivência e evitar situações de agressão.

“Em nenhum momento se falou em tolher programas ou restringir a presença de jornalistas na Casa”, ressaltou o presidente. “Esta é a Casa mais democrática de todas. Aqui, todos os jornalistas têm acesso irrestrito, portanto, todo cuidado que estamos tendo é para resguardar a liberdade de imprensa.”

Fonte: Uai.com.br, com informações da Agência Câmara.

MCQC: Tá bom, a gente finge que acredita...

Nenhum comentário: